domingo, 6 de maio de 2007

Epifania

Você que está aqui, agora, lendo este blog, me confirme uma coisa: um dia te ensinaram que 3 vezes 9 é igual a 27. Hoje em dia, se te perguntam quanto é 3 vezes 9, você diz 27. Um dia você aprendeu, também, que água fervente queima, e até hoje você tem todo o cuidado do mundo em aplicar este conhecimento, evitando derramar água fervente sobre qualquer parte do seu corpo. Eu sei que nem tudo que já te ensinaram na vida era uma verdade absoluta, mas algumas coisas são, e não estou sendo leviano nesta afirmação.

Então, vamos manter isso em mente. Há um maldito velho ditado que diz que "A gente só dá valor depois que perde", e você provavelmente já ouviu este ditado. Inúmeras pessoas o conhecem, mas me diga: quantas pessoas você conhece que aplicam este conhecimento de fato em suas vidas? E você, aplica? E eu, será que aplico?

Da minha parte, posso dizer que tento. Por isso venho aqui implorar a todos os visitantes que ao menos TENTEM aplicar isto em suas vidas!!! Preste atenção, pois há sensações momentâneas tão angustiantes que são capazes de nos levar a esquecer os sentimentos maiores, melhores e verdadeiros, assim como visto em "Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembrança". Já assistiu a esse filme? Assista e pense sobre.

Em resumo, não espere para perceber quanto valor há em algo, ou em alguém, apenas depois que você já abriu mão!!! Tudo na vida é tentativa e erro, mas algumas coisas são recuperáveis, outras não!!! Cuide muito bem do seu amor, pois as coisas boas acontecem SIM, mas são raras, MUITO RARAS!!! Oras, não estou aqui contando nenhuma novidade. Quase todos já passaram por isso em suas vidas. Estou apenas rogando para que possamos passar da parte do aprendizado para a parte prática.

Pare de dar mais ouvido às suas dúvidas do que ao seu próprio coração. Dúvidas nós sempre teremos muitas, mas coração só temos um. Ele é forte, se quebra e se reconstrói infinitas vezes, mas é apenas um. Pode contar aí.

Você nunca poderá ter certeza sobre aquilo que é externo a si, mas pode se munir de algumas certezas internas, próprias. Dê valor ao que você tem, perceba o quanto te faz bem enquanto está contigo, pois tudo pode mudar em questão de dias. Em questão de horas. De repente. E aí, só nos resta refletir, aprender, e rezar para que nunca seja tarde demais.

Por isso, não fique esperando por sua epifania. Se você for ler os contos presentes em “Dublinenses”, de James Joyce, vai notar que, em geral, isso não é nada divertido.

4 comentários:

mario elva disse...

"Não fique esperando por sua epifania" é coisa de quem estudou Letras. O melhor conto do Dubliners é aquele em que o cara enche tanto o saco da porra da mulher que ela acaba dizendo na cara dele que o morto mandava mais que ele. Aliás, Pessoa e Joyce no seu blog confirmam que uma certa nostalgia das aulas de teoria literária ebchem seu coraçãozinho. Procure em seu velho caderno o telefone do professor Roberto, ele ia adorar te fazer um cafuné.
De mais a mais, três vezes nove são 999, que de cabeça para baixo é o número do crente.

Anônimo disse...

"A gente só dá valor depois que perde" é um ditado interessante. Lendo seus textos, vejo que você é uma pessoa que já perdeu muito na vida, mas também percebe-se que esse é um alimento para sua alma. Não se sinta um derrotado, tudo que recebemos da vida, fazemos por merecer. Como saberiamos quem são os fortes se não existissem os fracos. Parabéns pelos textos.

giselle disse...

O número não é dos crentes, mas daquele que um dia levará para junto de si todos os que não são crentes em Deus. Mas isso, Marquinhos, não é pra vc. Pra vc, são os meus parabéns de novo, porque a gente perde muito tempo se lamentando sobre o que não dá certo, e esquece de valorizar o que vale a pena. Parabéns de novo!

mario elva disse...

Marcos, me desculpe se meus comentários jocosos provocarem a ira dos seus leitores cristãos. Mas eu não resisto em fazer um coraçãozinho cristão bater mais rápido. Núemro do crente sim, porque eles vivem falando nisso. De mais a mais uma trivia para os cristãos: Vc morre e é julgado, vai pro céu ou inferno e eternamente. Ok. Aí vem o juízo final e vc é julgado de novo? isso não faz sentido. Vamos todos ouvir o disco da xuxa ao contrario de mãos dadas.