segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Personarium

A minha pergunta é: será que se zangaram porque sumo do blog e fico meses sem escrever?

A minha dúvida é: mas, será que mais alguém deu a mínima pra isso?

A pergunta de vocês talvez seja: por que você desaparece e fica tanto tempo sem publicar?

A minha resposta é: não sei.

Não sei. Não há resposta. Talvez preguiça. Talvez bloqueio intelectual, crise criativa. Talvez a fase turbulenta no trabalho, a fase confusa na cabeça, culpa do sono irregular, culpa dos remédios, culpa do psiquiatra, culpa minha no fim das contas. Eu já gosto mesmo de culpar e assumir culpas, afinal, quem é inocente?

Se voltei hoje aqui foi por causa de um impulso irresistível de mostrar que não sou um personagem ou uma figura, nada novo criado por mim. Apenas o velho original de sempre.

Ainda não tenho histórias para contar, nem reais nem fictícias, mas se tem uma coisa da qual eu tenho certeza é que não gosto de auras místicas ou paredes ou imaginários ao meu redor. Não me agrada a ideia de ser visto por alguém que venha aqui como um ser possivelmente descrito como "o blogueiro", ou "o escritor", ou "o autor", "o poeta", ou qualquer outro nome mágico pelo qual alguns gostam de ser conhecidos. Andei vivendo uma realidade puramente virtual, e só eu sei o quanto tenho ganhado em superar estas paredes. Me agrada ser humano e ser conhecido por meu rosto, meus erros e acertos, sem ensaio! Me alegram as pessoas, os amigos, o contato, a conversa e o convívio! Por isso, depois de pensar um pouco sobre este passo, inspirado no fato de uma leitora/amiga ter me localizado, e numa tentativa de ser mais real do que as letrinhas deste blog possam permitir, me apresento:

Este sou eu fora da caixa: http://facebook.com/marcos.am.ramos

Quem quiser me encontrar nessa grande rede de pesca do diabo chamada facebook, é só ir lá me adicionar, ou simplesmente dar um subscribe no meu perfil. Devido à facilidade e à falta de maior comprometimento, escrevo uma ou outra ideia menor lá, com grande frequência, ao contrário das postagens neste blog, que costumam demandar maior reflexão, trabalho e inspiração da minha parte. Mas acreditem, um dia minha cabeça volta a funcionar como um dia funcionou, e ainda terei coisas interessantes a escrever aqui. Em breve, quem sabe?

Nunca se sabe.

A gente se vê.

4 comentários:

Flavia disse...

Só lendo o teu blog, a gente já consegue te "visualizar" do jeitinho que você é.
Mas vale a pena te conhecer no facebook!
Besitos, e não se culpe, nem se apresse.
Tudo volta quando tem que voltar.

Miguel Afonso disse...

Eu também sumo de vez em quando, é preciso deixar que as ideias se ajeitem na mente. Artista é mesmo assim, dizem...

Aninha Zocchio disse...

Caro Marcos, eu também ando em total estado de prostração com o blog... às vezes escrevo no fb, coloco no blog e saio, nem visito mais os que eu sigo. Porém hoje tirei o dia para isso! Enfim, recomeçar sempre!!
NO meu caso, acho que nem sentiram minha falta rssss, mas é isso, ser um rosto comum na multidão é assim.. as pessoas passam, olham mas não enxergam!!
Vou add vc no fb! ok?

Alguém disse...

http://naluzpalavra.blogspot.com/