domingo, 2 de setembro de 2007

Sozinhos



Em algum momento, você já pensou:

“Essas coisas só acontecem comigo.”
“Onde foi que eu errei?”
“Por que eu?”
“Por que não eu?”


Eu sei. Às vezes penso isso. Todos pensam isso de vez em quando. Sabe qual é a conclusão? Que “essas coisas” não acontecem só contigo, nem só comigo. “Essas coisas” acontecem com todo mundo.

Sei que não consola saber que você não está sozinho nesse merderê, mas talvez console saber que você é, de fato, normal, e que isso não é nenhum tipo de maldição. Não sei quanto a você, mas pensar assim me ajuda a seguir em frente quando acho que tudo está dando errado comigo, pois a questão não é que as coisas estejam dando errado “comigo”, ou porque sou “eu” o cara em questão... Elas apenas estão dando errado no momento, e pronto. Depois talvez dê tudo certo, talvez não, sei lá, mas eu sei que isso acontece com todos os milhões de pessoas ao meu redor, e que (quase) ninguém está parando sua vida por causa de “coisas dando errado”. Quase ninguém. Eu acho.

Então até me sinto um alienígena, mas sei que não sou, ou não mais do que muitos por aí, e da próxima vez em que me sentir vítima, saberei que não sou vítima dos outros mais do que de mim mesmo. Não quero me boicotar mais, acho que ninguém deve se boicotar. As infelicidades já vêm a nós independente de nossa vontade, então não acho que seja justo fazermos isso a nós mesmos deliberadamente.

Por fim, se é que posso te dizer algo que valha, não caia nesse papo de que “o inferno são os outros” e ponto final, isso é se eximir demais da responsabilidade que você mesmo(a) tem sobre o que te faz sofrer. Sartre disse isso, e até onde sei, ele fez foi a vida da Simone de Beauvouir um inferno, mas porque ela deixou, porque ela quis. Nós permitimos ou não que os outros nos infernizem. Nosso inferno somos nós – se permitirmos.

Seja juntos, seja sozinhos.

5 comentários:

Cátia disse...

A conclusão desse post me fez lembrar um frase, que se não me engano, é da Eleanor Roosevelt: "no one can make you feel inferior without your permission".

Beijos!

Anônimo disse...

Muito bom!!! Muito verdade!!! Chato pq as coisas nem sempre (ou nunca?) saem como a gente pensou ou queria... bom, no fim das contas, dadas as condicoes de clima e temperatura no mundo, a gente continua por aqui de teimoso que eh!!!
beijos

mario elva disse...

Sei lá, eu continuo achando que o inferno são os outros, já que fico felizão quando não tem um escroto me enchendo o saco. Mas também acho que esse negócio de ficar repetindo esses chavões como se fossem verdade absoluta é a maior chatice. A verdade é que cada um sabe o que é pra si.
E a gente fica triste e fica alegre e fica triste e fica alegre...

Ingrid disse...

justo!

Bianca disse...

Pode crer... Algo te atinge se você permite. Vamos usar escudos!