domingo, 15 de fevereiro de 2009

Intruso



Pergunta filosófica básica e ridícula: quem somos nós?

Ok, é lógico que não vou seguir por essa linha (foi-se o tempo, hoje acho um saco), mas eu me peguei me perguntando exatamente isso dentro de um contexto bem simples. Quem me conhece sabe que eu bebo, gosto de beber, e recentemente ouvi uma opinião que me remeteu a algo que ouvi há uns 10 anos.

Qual a opinião? "Nossa, você bêbado é muito divertido!".

Uma amiga me disse isso há uma semana, e me lembrei que, aos 20 anos, uma namoradinha da época me disse "Você fica tão mais divertido quando bebe! Acho que gosto mais de você bêbado do que sóbrio". Claro que aquele namoro não durou muito, até porque costumo passar mais tempo sóbrio do que bêbado, mas considerando-se o que dizem do álcool - que relaxa os freios morais, derruba as barreiras psicológicas que nos impedem de fazer algumas coisas sobre as quais pensamos duas vezes antes e tal - fiquei curioso em saber quem seria o meu eu sincero, meu eu original: o sóbrio ou o bêbado?

O escondido atrás das cascas da reflexão ou o liberado pelos elixires alcoólicos?

O capaz de pensar sobre meus atos ou o impulsivo deturpado pela bebedeira?

O quieto e observador atento ou o brincalhão conversador e cambaleante?

Daí minha pergunta, pois não sei se alguém saberia dizer ao certo se o goró libera nossas verdades interiores ou se acaba com nosso senso de autocrítica, se ele deixa expor a pessoa em sua sincera plenitude de pensamentos e emoções ou se ele distorce o que já estava sendo sinceramente exposto.

Quem seria o intruso de quem neste estranho caso? Dr. Jekyll ou Mr. Hyde?

3 comentários:

Marcos AM Ramos disse...

Oi, eu.
Mas que coisa, cara. Neguinho cagou pra essa postagem sobre nossas bebedeiras e múltiplas personalidades, heim? hehehehehehe
É melhor voltar a filosofar um pouco em diálogos ou pequenas histórias, ou perderemos os poucos leitores que temos!
Ass.: Você

Garota disse...

Primeiro: que desenho é esse?? Pode confessar: foi um desenho que vc fez aos 3 anos, scaneou e passou pro blog, né? Fale a verdade!

Segundo: eu acho vc legal sóbrio, nunca te vi bêbado. Por isso, topa um chopp? ;) É para experimentos científicos-sociais... Boa causa, tá?

Conclusão: se eu levar em conta a primeira opção, não, vc não é normal. A segunda... Ah! Quem bebe tbm não é normal... Então vc deve ser legal de qualquer forma. rs

Um abraço fraterno da vossa querida leitora

mario elva disse...

Até onde sei todo bêbado é chato. Mas se o cara ja é chato naturalmente (não é o seu caso), não sei como a coisa fica.