sexta-feira, 8 de junho de 2007

51

Agora eu quero palmas, por favor. Aplausos!!! Mais forte, APLAUSOS!!! Vamos comemorar, pois esta é a primeira postagem que faço bêbado. Ou quase. Estou tonto o suficiente para sentir o mundo girar de montão ao fechar meus olhos, mas ainda me acho consciente o bastante para escrever aqui, me policiando quanto aos erros ortográficos. Acredito que, mais trade, ao reler sóbrio o que escrevi, vou achar alguns erros ortogáficos e me sentir um idiota. Mas agora, neste exato momento, estou meio alto, então que se dane!!! Putz, quando eu for deitar vou certamente sentir uma ânsia de vômito... Legal, estou me lembrando de quando eu tinha 17!!!
Sim, eu gosto de usar 3 exclamações seguidas!!! É tipo uma marca registrada!!!
É madrugada de sexta pra sábado. Acreditem ou não, a última vez que olhei as horas era 3:33 da madrugada. Bacana. Quem me cionhece bem sabe que isso tem significado pra mim, horas com números iguais. É um significado besta, mas é um significado. Eu tenho minha simbologia própria, minhas lendas pessoais, meu folclore, posso? Obrigado.
Não, não sou alcoolotra, mas descobri que acrescentar Pirassununga 51 aos refrifgerantes e sucos faz as coisas mudarem um pouco de figura. Fico mais leve e comunicativo. É o caso neste momento.
Eu estava conectado ao msn, mas nada de alguém pra conversar, então vim aqui pra conversar sozinho, que nem maluco em praça pública, só pra ver quem é que aparece pra dar uma resposta em forma de comentários futuramente.
O dia dos namorados está chegando, dia 12. Grandes merdas!!! Meeeeeeeerdas!!! Só passei um dia dos namorados acompanhadio na minhavida nteira e não lembro de ter sido algo superespecial. Dia 13, logo depois, é dia de Santo Antônio. Parabéns pra ele, santo bacana esse. Meu nome leva "Antônio" (que no meu caso é sem acento, sei lá por que) por causa de promessa que minha mãe fez a ele. Também não sei qual a promessa. Já meu primeiro nome vem de uma aposta ridícula que meum pai fez com o melhor amigo. Querem saber como foi? Foi assim:
Meu pai apostou com o melhor amigo uma corrida curta, até um poste na esquina, eu acho, e disse: "quem perder, vai botar o nome do outro no primeiro filho". POis é, o amigo do meu pai se chamava Marcos, e meu pai perdeu a corrida. legal, agora vocês sabem porque me chamo Marcos Antonio. Como o amigo do meu pai era muito gente fina (assim, que nem eu), quando ele teve um filho também botou o nome dele em homenagem ao meu pai. Bacana da parte dele. Fico até feliz de ter recebido o nome de um cara supimpa assim.
Ai ai ai, vejamos o que mais o álcool me faz dizer. Ah, sim!!! IGNOREM ESSE TAL "DIA DOS NAMORADOS"!!! Não deve haver um dia só pra isso. Dia dos namorados é todo dia: respeitem seu parceiro(a), seja noivo(a), namorado(a), marido ou esposa. Dêem a ele(a) respeito e conffiança a cada hora do dia!!! Prestem atenção ao que vocês têm e não abram mão disso a troco de qualquer coisa, pois nunca valerá a pena. Quando se tem, é fácil fazer pouco do valor de algo, mas não esperem perder pra lamentar a saudade do que tiinham. Dêem valor à pessoa ao lado a cada segundo, a cada respiração, a todo momento!!! Isso sim é um verdadeiro dia dos namorados, não esse monte de propaganda que só serve pra deixar os solitários um pouquinho mais tristes...
Mas essa história toda eu já disse antes. Então, vou aprveitar o autocontrole que me resta pra digitar aqui só um trechinho a mais do livro Mulheres Que Corremn Com Os Lobos:
"Podemos deter todo o conhecimento do universo, e ele se reduz a um ponto: praticá-lo."
Entendeu?

8 comentários:

Ingrid disse...

acho que o comentério no lugar errado... e olha que eu nem estou...alta;)

Anônimo disse...

Muito bom, adorei!!! Os errinhos de digitação, a não pontuação... o caos que fez o álcool nos seus neurônios! Ficou lindo! Mas olha , no que diz respeito à comemoração dos dias dos namorados, te digo (conselho não é coisa que se dê, mas não estou nem aí) aproveita, ele é um dia pra isso... você pode várias coisas nesse dia: arrumar uma namorada se você não tem, economizar uma grana se você não tem, arranjar uma saída pra esse dia tão belo não passar em branco, seguir a porra da rotina de terça-feira feira na santa paz de deus (e de novo economizar uma grana), pode fazer alguém sem par feliz e convidar pra jantar sem o compromisso de pegar, sei cara, pode fazer tantas coisas nesse dia, com a desculpa do tem.... ter um tema as vezes orienta!!!

Beijos e continue escrevendo para eu continuar lendo!

mario elva disse...

CUidado que de bêbado...

Cecilia disse...

Adorei, Marquito...nem bebado vc escreve merda.

Elen disse...

Marquito meu amigo LINDO!!!
concordo c vc em gênero, número e grau! Dia dos namorados é q nem Natal e anoversário... só p consumir! é muito + divertido dar 1 presente qdo vc acha algo c a cara da pessoa... ou simpklesmente falar 1 EU TE AMO... sentimentos valem + q qq palavra!
qto ao álccol... nem me fale! Essa parada só dá p encher a cara qdo estou quietinha em casa.... rsrs... fora isso... o ministérioo do vaidamerda reina... dá sono e acaba c a noite (já em casa vc bebe e mimi!)
bjs enormes amigo!
te amo!
muita luz no seu caminho!!!!

Karina disse...

Caraca, viu? Vai ver que eu te conheço bem, pois brinquei contigo no post sobre o dia 07/07/07 e nem tinha lido esse aqui que comprova que sua simbologia continua inalterada. Um homem de princípios!

Marcos AM Ramos disse...

Pois é, Karina. Só não sei exatamente se são meus princípios, se sou eu que persigo os números iguais ou o contrário...

Marrie Quintana disse...

Como já te disse antes, seu estilo de texto "cutuca a gente", é um brainstorm, meio Clarice Lispector, se me permite dizer, faz-nos pensar, refletir, desestabiliza, mexe com as nossas bases, recordações e sentimentos, saca? Mas na maioria das vezes de forma sutil e indireta e é isso que acho mais legal de tudo.
Só que nesse, especificamente, te li meio triste, pode ter sido só a minha leitura, uma leitura... Espero que tenha sido só a minha impressão equivocada, como qdo tiramos fotos com a lente meio desfocada ou sem estarmos em harmonia com a luminosidade do ambiente e aí queremos fotografar X, mas parece que fotografamos Y... Ou nossos leitores e admiradores de fotos pensam que fotografamos Y... :)

Afinal, nem Drummond teve paz sobre a "pedra no meio do caminho", né? rs... Porque nós, "reles mortais" (desculpe te incluir no grupo, mas acho que vc não vai se incomodar, né? rs...) teríamos tal sossego da plenitude da compreensão alheia?

Mil beijocas!